Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
27/08/2021

A   edição de agosto do Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC-RS), evidenciou uma melhora da confiança dos empresários do comércio. Divulgado pela Fecomércio-RS nesta quinta-feira, dia 26, o índice registrou 119,3 pontos, com alta de 5,0% frente ao mês anterior, ficando 62,4% acima do patamar em relação ao mesmo mês em 2020. No entanto, o nível atual é ainda 4,4%, inferior ao da edição de março de 2020 da pesquisa, considerado o patamar pré-pandemia.

Dentre os componentes do ICEC-RS, a principal alta do mês veio da avaliação dos empresários sobre as Condições Atuais (ICAEC). Ao avançar 10,1% em relação a julho, terceira alta consecutiva no indicador, o ICAEC registrou 99,1 pontos, se aproximando da linha de neutralidade. Segundo o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, a melhora percebida das condições atuais pode estar ligada à recuperação econômica em curso, que só é possível em função do maior controle da situação sanitária com o avanço da cobertura vacinal. Isso vem permitindo a flexibilização de medidas restritivas à mobilidade, com aumento da circulação de pessoas e retomada da confiança dos consumidores. Embora tenha sido a principal influência para a alta do mês, o ICAEC segue sendo o índice mais deprimido dos componentes do ICEC, distante 11,8% do patamar pré-pandemia.

Também os Índices que avaliam as Expectativas (IEEC) e os Investimentos (IIEC) tiveram aumento em magnitudes semelhantes. Para o IEEC, a alta mensal de 3,3% levou o índice aos 149,7 pontos. Esse componente é o mais elevado do ICEC, ficando 4,3% abaixo do patamar pré-crise. Para o IIEC, a alta ante julho de 2020 de 3,1% levou o índice para o nível de 109,1 pontos. Com esse resultado, o Índice de Investimentos é o único componente do ICEC que se encontra acima do patamar pré-crise (3,4%). Outro destaque é para o subíndice de Contratação de Funcionários, que após a terceira alta consecutiva na margem, teve alta de 5,3%, e atingiu os 137,5 pontos (12,1% acima ao patamar pré-pandemia), indicando a intenção de expansão das equipes mesmo em um cenário sanitário que permite a continuidade da retomada econômica e dá suporte às expectativas de boas vendas no segundo semestre, depois de um 2020 muito difícil sob os efeitos da crise.

Na avaliação de Bohn, os resultados do ICEC-RS traduzem o sentimento otimista dos empresários diante de um cenário em que o avanço da vacinação tem permitido a restauração da mobilidade, condicionando a retomada da economia. Quanto ao que esperar para os próximos meses, o presidente afirma: “Estamos otimistas e vemos um segundo semestre positivo. Mas, devemos ponderar os desafios para a continuidade dessa trajetória, uma vez que além de ter no radar os riscos associados ao surgimento de novas variantes da Covid-19, temos também a inflação pressionando o bolso das famílias e um elevado nível de desemprego, empecilhos a um avanço mais forte da confiança das famílias e, portanto, do consumo”.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine