Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
17/09/2021

POR  CLAUDIO GASTAL
A serenidade com a qual o governo gaúcho vem atuando mostra, em números, o resultado de trabalhar olhando o Estado como um todo. Há um ano, impactados pela estiagem e por uma pandemia que provocou desequilíbrio na economia em escala mundial, anunciávamos um dos piores resultados do PIB no Estado. Hoje, a situação se inverteu. Os números mostram resultados positivos e chegamos ao recorde histórico de crescimento de 27,7%, levando-se em conta o segundo trimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020.

Mas assim como tivemos serenidade para não nos abater com o número negativo, precisamos, agora, ter a mesma serenidade para avaliar esta mudança. Gestão se faz com fatos e dados, e precisamos, sempre, olhar o filme por completo e não somente a fotografia de um momento.

O filme mostra que, mesmo levando em conta a base negativa de 2020, temos de considerar os resultados das reformas feitas pelo atual governo, como o controle dos gastos públicos, o ajuste fiscal, o reequilíbrio das contas, a retomada dos investimentos. As reformas administrativa e previdenciária, por exemplo, irão gerar economia de R$ 18 bilhões em 10 anos.

No enfrentamento à pior crise sanitária que o planeta já sofreu, desenvolvemos estratégias para proteger vidas e mitigar os impactos na economia, equilibrando saúde da população e retomada econômica.

Todos esses fatores alinhados fazem parte do processo que resultou nos números positivos do PIB, criando um ambiente de tranquilidade para que agentes econômicos privados e públicos possam desenvolver seus projetos.

De forma oposta ao que ocorreu por aqui, temos o exemplo do PIB brasileiro, que no mesmo período citado acima cresceu menos da metade do que o indicador gaúcho. Instabilidades políticas, bravatas e a polarização acirrada de cores e ideias resultaram em um caldo que desacelerou a economia, com resultados lesivos para toda a população brasileira.

Na atual gestão, caminhamos em outra direção, trabalhando para garantir um ambiente de tranquilidade para os negócios e bem-estar dos gaúchos. Com serenidade nos momentos negativos e também nos positivos, vamos seguir propondo e levando adiante projetos que garantam de forma segura a retomada econômica, sempre olhando o Estado em sua totalidade, sem se deixar afetar por discussões acessórias.

Secretário de Planejamento, Governança e Gestão

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine