Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
09/09/2021

Por  meio de correspondência encaminhada ao Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 8, os sindicatos médicos do Rio Grande do Sul (Simers) e de Minas Gerais (Sinmed-MG), solicitam que os médicos e os profissionais de saúde sejam incluídos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, para receberem a dose de reforço ou a 3ª dose.

No ofício é destacado que os profissionais de saúde, principalmente os médicos, estão atuando na linha de frente do combate à pandemia desde março de 2020, mostrando-se essenciais para a continuidade do combate e estão em constante exposição ao vírus. “A vacinação prioritária dos profissionais da saúde, inclusive, deve ser estabelecida com base em critérios já estabelecidos de prioridade da preservação do funcionamento dos serviços de saúde, nos termos do Plano Nacional de Operacionalização publicado em julho/2021”, cita o documento.

“O pedido da aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em médicos e profissionais da saúde é respaldada por pesquisa realizada junto aos associados. Mais de 90% manifestaram interesse na dose adicional dos imunizantes”, explica o presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Marcelo Matias. “Nosso pedido é que seja levado em consideração o trabalho que os profissionais realizam na linha de frente no combate à pandemia e a necessidade que recebam o reforço com a máxima brevidade possível”, acrescentou Matias.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), Jordani Machado, essa solicitação visa preservar a saúde dos colegas que estão trabalhando intensamente pela saúde da população, mostrando-se essenciais para a continuidade do combate e em constante exposição ao vírus. "Por isso, o Sinmed-MG une forças ao Simers para solicitar oficialmente esse reforço da vacina contra Covid-19. A união das entidades médicas é essencial para mostrar o quão importante é lutar pelos direitos dos nossos colegas médicos", destaca.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine