Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
03/09/2021

O  Setembro Amarelo é um período em que a OAB/RS reforça pontos importantes para o cuidado de cada um com a sua saúde mental e a de outras pessoas. Isso porque os problemas com a forma com que nos sentimos afeta cada vez mais a população. A Fiocruz publicou, ainda em 2020, um estudo que indicava que 40% dos brasileiros e brasileiras sentiam-se tristes ou depressivos e cerca de 53% ansiedade e nervosismo na maior parte do tempo. Esses são alguns dos quadros de saúde mental mais comuns entre as pessoas.

Saber identificar sintomas como esses é essencial para nosso autocuidado e para cuidarmos de quem amamos. Por isso, a Caixa de Assistência dos Advogados da OAB/RS (CAA/RS) publicou, no início de agosto, uma lista com oito transtornos mentais mais comuns e como identifica-los. São situações como esquizofrenia, transtornos alimentares, estresse pós-traumático, somatização, TOC e outros. Leia o artigo completo, aqui.

A própria CAA/RS oferece, com o programa Previne Saúde Mental, um conjunto de ferramentas para o enfrentamento a esses problemas, por meio de ações de conscientização, prevenção e proteção da saúde mental da advocacia gaúcha.

Uma das maneiras encontradas para conscientizar sobre a importância de estarmos atentos à saúde de nossa mente é indicar medidas simples para que as pessoas possam adotar em no cotidiano. Refeições regulares, noites de sono de oito horas, falar sobre sentimentos e evitar aparelhos eletrônicos como celulares, notebooks e TV antes de dormir são ações que podem aliviar nosso estresse.

A saúde mental é uma conquista pessoal e profissional

Uma pesquisa da International Stress Management Association (ISMA) indicou que a Síndrome de Burnout tem afetado mais de 33 milhões de brasileiros. O “burnout” é o esgotamento físico e mental que resulta de um estresse crônico originado por conta do trabalho e tem impactado a vida de cada vez mais pessoas, em um momento no qual trabalhamos muito mais do que dedicamos tempo para atividades de lazer e momentos de descanso.

Os principais sintomas da Síndrome de Burnout são: cansaço excessivo, físico e mental; alterações de apetite; insônia; dificuldade de concentração; sentimentos de fracasso e insegurança; sentimento de incompetência; alterações repentinas de humor; problemas gastrointestinais, entre outros. Todos esses sintomas podem tirar sua alegria em trabalhar e se desenvolver como profissional, por isso, esteja atento:

Estenda a mão para colegas e familiares para que seja possível que essas pessoas compartilhem preocupações e angústias e possam buscar ajuda;

Tente socializar no ambiente de trabalho, ainda que virtualmente, participando ou propondo momentos de descontração e confraternização, para criar um ambiente de compartilhamento de alegrias e dificuldades;

Comprometa-se com causas comunitárias relativas a seus interesses para se sentir mais estimulado;

Busque enxergar pontos positivos na sua atividade, de forma a encontrar mais satisfação profissional;

Procure momentos em que possa se desligar das preocupações e pressões do trabalho;

Aprenda a dizer “não”, fixe limites para que suas demandas não superem sua capacidade de resolvê-las e busque dividir suas tarefas com colegas.

Essas dicas foram publicadas na cartilha sobre a incidência da Síndrome de Burnout entre profissionais do Direito, produzida pela CAA/RS em parceria com o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine