Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
CANOAS
Famurs
FECOMÉRCIO
Governo do Estado
GRAVATAÍ
OAB
SIMERS
SISTEMA OCERGS/SESCOOP
VENÂNCIO AIRES
 



 
  
 
 
02/09/2021

Sempre  atuante em defesa da saúde integral da população, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) desenvolve ações permanentes pelo fortalecimento da atenção psiquiátrica no Estado.
Nesta quarta-feira, 1°, a entidade deu início à campanha do Setembro Amarelo, o mês de prevenção ao suicídio.

Como parte das ações, o Simers firma, neste ano, uma importante parceria com a Associação Brasileira de Psiquiatria, tornando-se parceiro de ações nacionais e apoiador do Congresso Brasileiro de Psiquiatria. A 38ª edição do CBP ocorre entre os dias 6 e 9 de outubro, no Centro de Eventos da Federação das Indústrias do Estado do RS (Fiergs). Com o tema “A Personalização do Tratamento Psiquiátrico”, o evento contará com palestrantes nacionais e internacionais.

“O Congresso representará um marco, pois será o primeiro grande evento médico realizado na Capital gaúcha após o início da pandemia, época que tornou ainda mais evidente a necessidade de atenção à saúde mental da população”, destaca o coordenador do Núcleo de Psiquiatria do Simers, Fernando Uberti. Outras informações podem ser conferidas no site: http://www.cbpabp.org.br/hotsite

Mas as atividades de conscientização sobre os cuidados com a saúde mental vêm sendo realizadas pelo Simers há vários meses. Atento aos possíveis efeitos da pandemia da Covid-19 aos médicos, o Núcleo de Psiquiatria, com apoio do Núcleo de Pesquisa, lançou um estudo com estudantes e profissionais.

“Infelizmente, os resultados evidenciaram algo que já esperávamos. Mais de 50% dos participantes afirmaram fazer uso de algum medicamento psiquiátrico. Além disso, muitos deles manifestaram esgotamento profissional, o que comprova a importância do cuidado com a saúde mental também dos médicos”, destaca Uberti.

Pensando nisso, o Simers lançou o Sim Mental, programa que oferece condições exclusivas para avaliação, tratamento e acompanhamento com psiquiatras e psicólogos.

Outro exemplo são as reuniões periódicas com representantes estaduais e nacionais para tratar de pautas como a ampliação dos leitos psiquiátricos no Rio Grande do Sul, a revisão da lista de medicamentos psicotrópicos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e o Raio X de todos os Centros de Atenção Psicossocial do estado, entre outras.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine