Porto Alegre,
 
        
 
       
Agenda
Artigos
Assembleia Legislativa
Canoas
Famurs
Federasul
Governo do Estado
OAB
Prefeituras
 



 
  
 
 
20/08/2019

  O governador Eduardo Leite participou, na tarde desta segunda-feira (19/8), do lançamento do projeto Cresce RS, no Palácio Piratini. A iniciativa da Assembleia Legislativa busca propor e monitorar ações para destravar os investimentos necessários ao crescimento do Rio Grande do Sul.

Ao preconizar a junção entre chefes de poderes, presidentes das federações, reitores de universidade e órgãos de fiscalização, o Cresce RS pretende acelerar processos que travam o desenvolvimento e a geração de emprego e de renda. A proposta se divida em três eixos – Infraestrutura e Logística, Desburocratização e Fomento dos Bancos Públicos. Para marcar o evento de lançamento, representantes de todos os poderes e instituições envolvidas assinaram um termo de cooperação.

O governador Eduardo Leite saudou a iniciativa dos parlamentares e ressaltou que, uma vez que poderes, órgãos de controle, Executivo e instituições da sociedade estejam alinhados em busca de um mesmo objetivo, ganha-se agilidade. “Não adianta cada um querer puxar para um lado, acabaremos emperrados, e isso gera frustração em meio à população. Com diálogo sobre cada um dos pontos, é possível superar divergências e caminhar para um mesmo lado”, apontou.
Entre os projetos priorizados estão extensão da pista do aeroporto Salgado Filho, licenciamentos ambientais por compromisso, consolidação das obras de estradas, apoio ao avanço e expansão das energias renováveis, evolução do status sanitário, Junta Comercial digital, reformulação do modal hidroviário, zonas francas de fronteira, polo naval de Rio Grande e simplificação da compensação e ressarcimento de tributos.

O presidente da Assembleia, deputado Luís Augusto Lara, ressaltou o momento histórico do RS. “Conseguimos criar uma agenda de convergências. Há muitos anos não tínhamos condições de entrar em consenso, mas, hoje, estamos juntos para destravar questões de relevância”, explicou o parlamentar.
Para acompanhar o que for sendo construído, reuniões periódicas de monitoramento de projetos e de ações estratégicas serão realizadas a cada 45 dias ainda neste ano – uma em outubro e outra em novembro.

Para 2020, a previsão é de que ocorram reuniões a cada 90 dias. O secretário de Governança e Gestão Estratégica, Claudio Gastal, apresentou também as ferramentas que serão utilizadas no monitoramento.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine