Porto Alegre,
 
        
 
       
Agenda
Artigos
Assembleia Legislativa
Canoas
Famurs
Federasul
Governo do Estado
OAB
Prefeituras
 



 
  
 
 
15/08/2019

 

Inspirada na Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), um dos maiores eventos da área na América Latina, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Tancredo de Almeida Neves, de Canoas, lançou sua própria versão: Festa Literária da Tancredo, a FLIT. São cinco dias de imersão no mundo literário, artístico e cultural, com a participação de sete artistas convidados, entre contadores de história, escritores e ilustradores.

A Festa Literária tem como objetivo incentivar os alunos à leitura, oportunizar o conhecimento de diferentes escritores e obras, fomentar o pensamento crítico, desenvolver a imaginação e a criatividade dos alunos. A programação conta ainda com música, dança, exposição de arte dos alunos e contação de história dos estudantes para os pais. Com a Festa, acontece a III Mostra de Book Trailers, atividade que incentiva os alunos a gravarem um vídeo falando sobre algum livro para instigar a curiosidade dos colegas.

A vice-prefeita de Canoas, Gisele Uequed, participou nesta quarta-feira (14) do bate-papo com a ilustradora de livros infantis Monika Papescu, que expôs seus desenhos, falou sobre sua trajetória no mundo da arte e grafitou uma parede com os alunos. Para Gisele, a escola pública tem um papel central no fomento a debates sociais e na formação cidadã dos alunos. “As atividades fora da sala de aula são fundamentais para o desenvolvimento das crianças. E a Festa Literária é especial, pois planta a semente da leitura nos alunos e os incentiva à arte, à imaginação e ao protagonismo. As manifestações culturais são essenciais na construção do caráter e da civilidade, precisamos delas em todos os formatos para valorizar e multiplicar a nossa arte e a nossa cultura”, ressalta Gisele.

A diretora da escola, Ana Carina Raupp, explica que, para organizar o evento, cinco professores participaram da FLIP, em junho. “Livros são uma ferramenta essencial para o processo de aprendizagem e a formação dos alunos, por isso, incentivamos a leitura e atividades artísticas a partir dela. No evento em Paraty, nossos educadores tiveram muitas inspirações para aplicar aqui na escola, esse intercâmbio de experiências é fundamental para a qualidade do ensino”, comenta.

O encantamento dos alunos era evidente, como o da aluna Luiza Michel, do 4º Ano, que segurava o livro “Jesuína e a cabaça”, de Berenice de Fátima Luiz e com ilustrações de Monika. “Ouvi e li muitas boas histórias. Mas, o que gosto mesmo é desenhar, estou muito feliz de conhecer os desenhos da Monika e ouvir a história dela”, comemora Luiza. A Festa Literária da Tancredo vai até a sexta-feira (16) e teve a participação dos 540 alunos da escola.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine