Porto Alegre,
 
        
 
       
Agenda
Artigos
Assembleia Legislativa
Canoas
Famurs
Federasul
Governo do Estado
OAB
Prefeituras
 



 
  
 
 
22/05/2019

Se  os dados divulgados na última semana pela Secretaria Estadual da Segurança Pública do Rio Grande do Sul já eram animadores para Canoas, o município agora tem mais motivos para comemorar. Isso porque, de acordo com o Observatório de Segurança Pública, vinculado à Secretaria Municipal da Segurança Pública e Cidadania (SMSPC) de Canoas, o percentual de redução no número de homicídios é ainda maior do que o relatado pelas estatísticas do Estado.

O balanço foi apresentado na reunião ordinária do pleno do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) na tarde desta terça-feira (21). De acordo com o secretário da SMSPC, Alberto Rocha, os números foram obtidos por uma análise específica de cada caso. “Nosso sistema de coleta de dados analisou cada registro de morte violenta individualmente. Na comparação com os números do Estado, foi possível perceber a duplicidade de um caso e outra ocorrência que foi registrada em Canoas, mas teve origem em outro município, por isso a discordância dos números. Com isso, chegamos a uma redução de 51% nos homicídios, números ainda melhores do que já tínhamos”, comemora Alberto.

De janeiro a abril de 2019, foram registrados 28 casos de mortes violentas – que compreendem homicídios, latrocínios, encontro de cadáveres e mortes em confrontos com a polícia. Destes, 22 casos foram de homicídios, quando no mesmo período de 2018 o Observatório contabilizou 45 ocorrências, fechando o índice de 51,1% de redução.

Na condução da reunião, a vice-prefeita, Gisele Uequed, destacou a importância da integração no processo de segurança pública municipal, saudando todos os presentes na reunião, membros do secretariado, da Polícia Civil, da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros, da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) de Canoas e do Conselho Tutelar. “O processo de repressão ao crime em Canoas é um sucesso graças à integração das forças de segurança, à celeridade na investigação e aos investimentos em inteligência realizados por essa gestão. Queremos utilizar essa mesma experiência de integração na repressão para os nossos programas de prevenção, unindo todas as nossas secretarias para que esses projetos possam apresentar ainda mais resultados na segurança de Canoas”, reforça Gisele.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine