Porto Alegre,
 
        
 
       
Agenda
Artigos
Assembleia Legislativa
Canoas
Famurs
Governo do Estado
OAB
Prefeituras
 



 
  
 
 
03/01/2019

Para  ampliar as ações estratégicas, de desenvolvimento, de desburocratização dos serviços públicos, monitorar os projetos prioritários de governo e qualificar os programas e projetos na área de tecnologia de informação, o governo do Estado criou a Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE).

A secretaria terá seis eixos de atuação (acesse o link): Governo 100% Digital; Simplificação e Desburocratização do Estado; Governo de Parcerias para Investimentos, fortalecendo as Concessões e PPPs; foco no Planejamento de Longo Prazo; Planejamento Regional; e Sistemática para Garantir os Resultados em Todo o Governo.

A sede da SGGE fica localizada no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Avenida Borges de Medeiros, 1501, no 20º e 21º andares). O secretário de Governança e Gestão Estratégica do Estado é Cláudio Gastal. Sua adjunta é Izabel Matte.

Transmissão de Cargo

A transmissão de cargo ocorreu na manhã desta quinta-feira (3), com a presença do secretário de Planejamento, Governança e Gestão do governo anterior, Josué Barbosa, e servidores da pasta. Gastal destacou que gastar mais do que é arrecadado é um modelo de gestão insustentável. Também falou sobre as diretrizes que o governador Eduardo Leite propôs para sua área. "Acredito que o Estado existe para entregar aquilo que é necessário para sociedade. Isso significa que ele não precisa ser nem máximo, nem mínimo. O Estado precisa ser eficiente e ter sempre em mente o cidadão como fim de suas atividades. Essa é a orientação do governador Eduardo Leite e é isso que vamos propor, junto da sociedade", disse.

Gastal salientou que a qualidade da prestação de serviço deve estar acima de tudo. "O que devemos nos perguntar é: quem é mais eficiente para tal demanda. Para o cidadão, é indiferente se o serviço público ocorre por um órgão público, por uma empresa privada ou do terceiro setor. Ele quer ser bem atendido. Essa é a quebra de paradigma que vamos trabalhar nessa gestão, sempre dentro da legislação e em sintonia com as melhores práticas", declarou.

Para ex-secretário Josué Barbosa, a nova gestão demonstra que tem competência e muito a contribuir com o Rio Grande do Sul. "Pude acompanhar o trabalho na transição e sei que a equipe do Gastal está alinhada com as necessidades da sociedade. Quem ganha é o Estado e a população", declarou.

O projeto de lei (PL 224/2018) com a reestruturação das secretarias do governo foi aprovado na Assembleia Legislativa e visa a qualificar os serviços prestados, assim como racionalizar os gastos da máquina pública. Com isso, o governo passa a dispor de 21 secretarias estaduais.

Histórico do Secretário

Claudio Leite Gastal é natural de Pelotas/RS e pai de três filhas. Foi presidente executivo do Movimento Brasil Competitivo (MBC), de 2015 a 2018. Graduado na área de Análise de Sistemas, com mestrado em Sistemas de Informações. Foi professor adjunto da UCPel e atuou ativamente na Associação Qualidade RS – PGQP.

Exerceu a função de diretor das áreas Técnica e Administrativa do MBC, entre 2002 e 2007 e, posteriormente, a de diretor presidente, entre 2008 e 2009. Diretor Executivo da ONG Parceiros Voluntários em 2010. Foi secretário executivo da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade da Presidência da República do Brasil no período de 2011 a 2015.

Atualmente, integra o Conselho Consultivo do Consórcio Interestadual Brasil Central, atua no Comitê Executivo do Conselho Nacional de Desburocratização do Governo Federal e coordena as coalizões Brasil Digital, Mais Gestão e Pacto pela Reforma do Estado.

Condecorado com a Medalha do Pacificador do Exército Brasileiro e com a Medalha Brigadeiro Tobias da Polícia Militar de São Paulo. Foi membro do Conselho da RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade) e do GFCC (Global Federation of Competitiveness Councils). Atua nos movimentos RenovaBr e Agora!.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine