Porto Alegre,
 
        
 
       
Agenda
Artigos
Assembleia Legislativa
Famurs
Governo do Estado
OAB
Prefeituras
 



 
  
 
 
29/06/2018




O  governo do Estado recebeu, nesta quinta-feira (28), um novo repasse de recursos para qualificar a assistência de saúde em 67 municípios. O aporte que chega do Ministério da Saúde, no valor de R$ 102,4 milhões, será utilizado na modernização de hospitais e na estruturação de serviços de média e alta complexidade do SUS. O contrato foi assinado pelo governador José Ivo Sartori e o ministro Gilberto Occhi, no Palácio Piratini.

Do total repassado, R$ 63,4 milhões são de emenda parlamentar para modernizar o Hospital São Lucas (R$ 55 milhões), em Porto Alegre, e o Hospital Vida (R$ 7,5 milhões), em Santa Rosa. A região de Três Cachoeiras receberá R$ 836 mil para construir uma Unidade Básica de Saúde (SUS). O restante (R$ 37,7 milhões) vai ajudar as cidades a qualificar os serviços hospitalares, como residência terapêutica, cirurgia cardiovascular, AVC, UTI, obesidade, obstetrícia, saúde mental e Samu. O investimento inclui a entrega de 36 caminhonetes (R$ 4,3 milhões) para combate a endemias e doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Nos seis primeiros meses deste ano, o Estado recebeu repasses de R$ 2,26 bilhões. Para o ministro Occhi, a ampliação dos serviços de saúde é necessária para melhorar o atendimento e diminuir custos de consultas e internações. "Em breve, os municípios receberão os recursos sem impedimento legal para aumentar a prevenção e assistência à comunidade", afirmou.
Na avaliação do governador, a integração das esferas de governo e da sociedade é essencial para qualificar os serviços públicos. "Celebramos a parceria entre União, Estado, municípios e bancada federal gaúcha com a força do trabalho conjunto. Assim, os resultados aparecem dentro daquilo que a sociedade espera do poder público, garantindo as necessidades básicas aos cidadãos", ressaltou.

Hospitais

No caso do Hospital São Lucas, a verba será utilizada na reforma do Centro Cirúrgico, Emergência, Obstetrícia, Internação, UTI pediátrica e primeira fase do Centro Interdisciplinar de Saúde. O restante (R$ 22 milhões) será investido na aquisição de equipamentos da UTI, Centro Cirúrgico e exames por imagem.


 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine