Porto Alegre,
 
        
 
       
Artigos
Assembleia Legislativa
Cultura
Famurs
Governo do Estado
OAB
 



 
  
 
 
20/11/2017

Os  motoristas que trafegam pela ERS-344 entre Porto Mauá e Santa Rosa comemoram a conclusão das obras de manutenção da rodovia, na Fronteira Noroeste. O governo do Estado investiu R$ 3.637.646,77 na recuperação do trecho de 38 quilômetros. Foram executados serviços de recomposição do acostamento, remendos superficiais, fresagem descontínua com recomposição, microrrevestimento asfáltico e sinalização.
A obra foi entregue oficialmente para os 2.536 moradores de Porto Mauá, na manhã desta segunda-feira (20), pelo governador José Ivo Sartori, em ato no Pavilhão de Festas dos Navegantes. “A conclusão das obras de recuperação vai trazer mais segurança às pessoas que trafegam pela rodovia. Era uma reivindicação da comunidade, um compromisso que cumprimos”, afirmou o governador.
“Até dezembro, teremos recuperado mais de 2,3 mil quilômetros de estradas, desde o início do governo. É um grande avanço na infraestrutura do Rio Grande do Sul. Vencemos a burocracia e os problemas técnicos. Modernizar o Estado, servir às pessoas e promover o desenvolvimento regional são nossas prioridades”, declarou Sartori.
O secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, disse que a revitalização do segmento da ERS-344 era uma demanda regional e de integração com a Argentina. “O trecho tem alta produção agrícola e industrial e, pela sua importância, foi restaurado dentro do programa de recuperação de estradas, com dinheiro dos cofres do Estado. Foram feitos, ao todo, 80 quilômetros de estrada nesta região”, destacou Westphalen.
Importância da obra
O prefeito de Porto Mauá, Leocir Weiss, salientou que a estrada é ligação entre o Brasil e o norte da Argentina, o Paraguai e os estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul. “Além dos fortes laços afetivos com esses lugares que ajudamos a desenvolver, a revitalização da rodovia tem importância econômica para a cidade e a região”, lembrou.
Porto Mauá fica às margens do rio Uruguai e é ponto de ligação, via balsa, entre o Brasil e a cidade argentina de Alba Posse. De acordo com a Receita Federal da Aduana de Porto Mauá, em 2016, passaram pela balsa 90 mil carros de passeio, 300 mil pessoas e 3 mil caminhões. O volume de carga exportada pela travessia foi de US$ 380 milhões.
A dona de casa Tereza Dall Bona, 61 anos, mora às margens da rodovia. Diariamente, seus netos andam 16 quilômetros pela ERS-344 para ir à escola na localidade de Cinquentenário. “Ficou melhor, mais seguro”, comentou. Mais seguro inclusive para o neto de Tereza, Luís Otávio, seis anos, que pode andar de bicicleta até a área costeira, onde chega a rodovia.
Conserva Rotineira
A manutenção rotineira das rodovias administradas pela Secretaria dos Transportes é realizada pelas 17 Superintendências Regionais (SRs) do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). Os serviços são executados pelas equipes das regionais e por empresas contratadas por meio de licitação.
A Conserva Rotineira abrange os seguintes serviços: manutenção asfáltica, drenagem, limpeza, patrolagem e laminagem, encascalhamento, roçada e sinalização.
Participaram do ato o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra; os deputados estaduais Gabriel Souza e Aloísio Classmann; o prefeito de Santa Rosa e presidente da Associação dos Municípios da Grande Santa Rosa, Alcides Vicini; os prefeitos das cidades argentinas de Alba Posse, Celso Carballo, e de Campo, José Marques Campos Ramón; prefeitos da região Noroeste; vereadores; e comunidade.

 
Institucional | Anuncie Aqui | Edições Anteriores | Assine